Quanto devia ganhar um médico?

Hoje recebi um texto escrito em 2007 por um médico chamado Alexandre Hamam. Nele ele expôs, em excelente prosa, a angústia de comparar a realidade de sua profissão com a de um cabeleireiro (ou técnico de antenas). Deu-se conta que foi armada uma arapuca que coloca muitos médicos numa situação de ganhar menos que esses outros profissionais liberais. “Eu pagara R$ 44,00 ao cabeleireiro e, no mesmo dia, tivera recusado pela paciente uma cobrança de R$ 34,00 referentes a uma consulta médica para avaliar alguns exames que me orientariam na conduta frente ao diagnóstico de câncer da paciente e sua possibilidade de cura” escreveu.

Continuar lendo

Anúncios

Técnicas do intelectual revolucionário

Três técnicas podem criar um inovador revolucionário no campo das idéias, mesmo que a partir do equivalente intelectual de um chiuaua correndo atrás do rabo. Escreva e se convença da genialidade que brota. Quem começa se enganando pode depois enganar os outros com sinceridade. Num instante todos ressoarão grandes pensamentos, de inovadores e revolucionários chiuauas. Farão perfeito o dia de um manipulador por trás da cortina, e colocarão o bravo pensador no mapa das idéias: tudo com três técnicas!

Continuar lendo

Um milhão de acrônimos

Hoje estava no Taxi, trânsito ruim de São Paulo parado, e vi escrito no rádio de segunda linha do painel: MOSFET. Aquele aparelho tinha um acrônimo! Curioso que eu me lembrasse do que significa MOSFET, dado que já saí faz mais de dez anos da faculdade de engenharia elétrica. “Metal Oxide Semiconductor Field Effect Transistor“. Também curioso que tanto tempo depois da invenção do transistor, em plena época dos semicondutores banais e onipresentes, ainda haja fabricantes que escrevam “Contém transistor” num rádio. Haha. Como naquelas garrafas de água mineral onde escrevem “Não contém glúten”.

Continuar lendo

O segredo do dinheiro e a felicidade

O Brasil é um dos países do mundo mais obcecados com dinheiro. Dizem que na Rússia de hoje também se tem essa obsessão. Abre-se o jornal, liga-se a televisão, e as principais notícias têm a ver com o dinheiro: a renda, a inflação, o quanto ganhou o milionário, o quanto custa o que falta ao pobre… Essa obsessão pode bem ser sintoma de países em que é grande a disparidade de renda, em que é profundo o fosso social entre os que conseguiram e os que não conseguiram. Uma vez meu avô me falou: “Dinheiro não é tudo: é 90%. Os outros 10%,” complementou “com dinheiro é bem mais fácil conseguir.” Meu respeito por ele é enorme — mas discordo.

Continuar lendo

Besta: somos o número da besta

Você sabe, “six, six, six, the number of the beast”, cantava o Iron Maiden. Meia meia meia é o número da besta na cultura popular, ou seja Satanás, Demônio, Diabo, Coisa Ruim, Anjo Caído, Belzebu, Anticristo. Pois bem, hoje, exatamente hoje, a população do planeta terra alcançou 6 bilhões, seiscentos e sessenta milhões de habitantes. 6,66 bilhões de habitantes. Então o conteúdo do planeta, em unidades bípedes de carbono auto-denominadas seres humanos, é o número da besta mais 7 zeros. Aproveite (ou se esconda em casa) porque passa rápido. Em primeiro de junho já devemos estar em 6,67 bilhões de pessoas.

Continuar lendo

Tô à toa, Tóquio

Foi estafante visitar o Japão por uma semana. Para ir gastei 26 horas em trânsito, mas cheguei lá quase 48 horas mais tarde, na segunda-feira a noite. Perdi um dia nos fusos, de forma misteriosa. Cheguei no hotel e tive uma noite mal-dormida seguida de uma semana de manhãs, tardes e noites de compromissos assumidos antes de sair do Brasil. Foram palestras, reuniões e jantares formais que me carregaram até sexta-feira, 17:00. E então tive um tempo livre para andar por Tóquio, um dia antes de voar de volta. Fui a Akihabara.

Continuar lendo

Trinta veículos atuais, elétricos e híbridos

Tentei escrever artigos sobre veículos elétricos em uma dada profundidade, vejam o Tesla Roadster, o Aptera Typ-1 e a Vectrix MaxScooter. Os artigos foram bem acessados, o tema gerou interesse, é atual. Gostaria de continuar a escrever extensos artigos sobre cada um desses veículos incríveis. Mas não consigo: são muitos! Então, aqui vai um post com amplitude, mas não profundidade. Aqui vai um longo catálogo cheio de fotos para mostrar a imensa variedade de veículos elétricos que vêm surgindo na era do petróleo a US$100.

Continuar lendo