O Papa e o Sultão

Estudei alemão na época da faculdade. Uma das professoras era uma senhora alemã velhinha, frágil, simpática. Um dia ela trouxe uma canção impressa em folhas de papel A4 para que a classe aprendesse a cantar: Papst und Sultan. Ela não costumava fazer isso — aliás, acho que foi a única música que trouxe. Não sei se por intenção dela mas aquela música se fixou em minha memória de tal forma que hoje, uns quinze anos mais tarde, ainda acho fácil lembrar. A tal cantiga, de apenas 6 estrofes, ressoa com sabedoria. Típica do folclore alemão, ela foi escrita por volta do ano de 1800 e brinca com a seguinte pergunta: você queria ser o Papa ou o Sultão ? A tradição é de dois séculos, mas ver a tradução leva dois minutos.

Papst und Sultan

1.
Der Papst lebt herrlich in der Welt
Es fehlt ihm nie an Ablaßgeld
Er trinkt vom allerbesten Wein
Drum möcht ich auch der Papst wohl sein

O Papa vive magistralmente no mundo
A ele não falta nunca um dinheirinho
Ele bebe dos melhores de todos os vinhos
Por isso eu também quero ser o Papa

2.
Doch nein, er ist ein armer Wicht
Ein holdes Mädchen küßt ihn nicht
Er schläft in seinem Bett allein
Drum möcht ich auch der Papst nicht sein

Mas não, ele é uma pobre criatura
Nenhuma jovem graciosa lhe beija
Ele dorme em sua cama sozinho
Por isso eu também não quero ser o Papa

3.
Der Sultan lebt in Saus und Braus
Er wohnt in einem Freudenhaus
Voll wunderschöner Mägdelein
Drum möcht ich auch der Sultan sein

O Sultão vive na maior opulência
Ele mora em seu próprio Harém
Cheio de maravilhosas jovens
Por isso eu também quero ser o Sultão

4.
Doch nein, er ist ein armer Mann
Denn er lebt nach seinem Alkoran
So trinkt er keinen Tropfen Wein
Drum möcht ich auch nicht Sultan sein

Mas não, ele é um pobre homem
Pois ele vive pelo seu Alcorão
Assim não bebe nenhuma gota de vinho
Por isso eu também não quero ser o Sultão

5.
Geteilt veracht ich beider Glück
Und kehr in meinen Stand zurück
Doch das geh ich mit Freuden ein
Halb Sultan und halb Papst zu sein

Dividido abandono ambas as sortes
E me abrigo de volta em minha posição
Pois isto assumo com alegria
Ser metade Sultão e metade Papa

6.
Darum Mädchen, gib mir einen Kuß
Denn jetzt bin ich der Sultanus
Ihr trauten Brüder schenket ein
Damit ich auch der Papst kann sein

Assim querida, me dê um beijo
Que assim serei o seu Sultão
O seu irmão gente-boa nos dá um gole
Para que eu também possa ser o Papa

O autor dessa cantiga infantil, tradicional na Alemanha, é um poeta, professor e teólogo chamado Christian Ludwig Noack (1767-1821) — descobri isso agora, graças ao Google. Clique aqui para ouvir uma amostra em MP3 da música. É um trecho de um CD de 1998, por um conjunto chamado Die Streuner. São apenas 30 segundos desde o início da interpretação até a música ser cortada. Não encontrei um link para a música completa.

Joseph Campbell, celebrado autor da série “O Poder do Mito“, disse que não se consegue colocar em palavras as coisas mais importantes da vida, pois elas são muito profundas, pessoais, interiores. Ele disse que é possível falar sobre as segundas coisas mais importantes da vida, mas que o exercício pode ser muito confuso, pois faz referência às primeiras coisas. Portanto as pessoas passam o tempo todo falando sobre as terceiras coisas mais importantes. A narrativa mitológica, folclórica, se propaga e se eterniza porque ecoa, ou entra em ressonância, com questões importantes dentro de nós, que precisam ser intuídas mesmo sem nunca serem diretamente verbalizadas.

Dito isso, sinto que esta música tangencia bem de perto as coisas mais importantes na vida — ou talvez as segundas. Ela não as descreve, pois conforme posto acima isso é impossível. Mas como tantos mitos que o Professor Campbell estudou também este conjunto de seis estrofes permite olhar obliquamente, creio, para o que é preciso aprender. Não precisa ser mais complicado que isso.

P.S. Algum tempo depois de publicar este post descobri um pequeno video amador. Em 2007 um adolescente interpretar e publicar na internet sua “declamação musical” de um poema de 200 anos atrás talvez seja o melhor testemunho da sua força. Veja abaixo.

Vídeos do VodPod não estão mais disponíveis.


Se você gostou deste post também deve gostar de:
Como Queria que Você Estivesse Aqui
O segredo do dinheiro e a felicidade
Apague a auto-piedade

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s