WinXP de volta a vida

Seu disco rígido queimou. Seus dados foram para o espaço, mas a vida continua.  Traga um disco rígido novo e instale o Windows nele. Se você não encontra o disco de instalação há “cópias de segurança” a venda em qualquer esquina do Brasil.  Chegando em casa com o disco, e com o código serial de 25 caracteres, o quê fazer para instalar o bendito ? Vamos ver…

Em tese é simples. CD no drive, ligar o micro, esperar o lento iniciar do CD, mas enfim ele carrega e te conduz por um diálogo que vai te levar a instalar o Windows XP.  Em tese é simples.  Na prática o Windows XP “de fábrica” vem mais cheio de furos que um coador.  Se o seu micro estiver conectado na internet eu garanto que antes de 5 minutos estará cheio de worms, trojans, spybots, virus, e parentes.  O sasser, especialmente, vai estar lá, arranhando suas costas feito um mico.

E agora mestre ?  O Google consegue te achar um guia chamado “Windows XP: Surviving the First Day” com algumas dicas. Mas o guia é de 2003. Inocente ele é, diria Yoda.  Pois supõe que a micro, soft deixará sua cópia de camelô acessar os updates.  Não vai deixar. Você ficará trancado fora do baile, na chuva de vírus, sem um guarda-chuva. Ou será que há…  Ei-lo, meus caros, ei-lo.  Um arquivo chamado AutoPatcher pode ser baixado da internet com todos os updates em um pacote só. O download é gigante — 30 megas.  Mas não exclui ninguém, com ou sem selo de autenticidade.  E assim se resolve o problema.

 Queimei um CD com o AutoPatcher atual. Tem todos os updates até setembro de 2006.  Assim não preciso esperar 2 horas para baixar esse arquivo na próxima vez… e já aproveitei e fiz meu disco de resgate, com a versão de instalação dos utilitários indispensáveis para o windows (todos freeware, como o AutoPatcher).  Para os curiosos, segue a lista dos freewares mais queridos nesta banda:

  1. Maxthon – o browser com tabs, gestos de mouse, e mil opções avançadas.
  2. Winamp – o tocador de mp3, vá, alguém não conhece ?
  3. Irfanview – o melhor programa para tratar, converter, mexer com imagens. Muito rápido, muito poderoso. Esqueça o velho ACDSee.
  4. CutePDF – imprime qualquer coisa em PDF, funciona como uma impressora a mais no seu micro. Bom para guardar páginas da web e para proteger documentos de alterações.
  5. FoxitReader – o substituto ligeirinho do Adobe Acrobat Reader. É o que o Acrobat deveria ser — pequenininho e rápido. Quem experimenta não troca.
  6. IzArc – Há quem prefira o 7zip, tudo bem. Mas não dá para perdoar quem ainda usa o WinZip com aquela janela de pausa no início, quando existe o IzArc inteiramente grátis.
  7. SpyBot Search & Destroy – igual escovar os dentes, rode de vez em quando por uma questão de higiene. Especialmente se você surfa em sites questionáveis. Se preferir outra marca de pasta, use o Ad-Aware.

E é isso aí pessoal, o meu CD de resgate está pronto. Ao AutoPatcher + 7 só faltaria adicionar um bom fundo de tela para a área de trabalho, pois afinal isso é a personalidade de um computador… Boa sorte!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s